inatel

social



INATEL PRIMAVERA - OEIRAS  
Data: 29 maio a 03 junho 2022 Partidas: Braganša | Vila Real | Porto

Itinerário:
Situada a dois passos da Capital, debruçada sobre o estuário do Tejo, com vista para o Bugio e Mar da Palha, a Unidade INATEL Oeiras, bem próxima de Lisboa, permite aliar umas férias calmas e reconfortantes ao privilégio do acesso rápido à vida cosmopolita.
Oeiras ganhou fama no séc. XVIII, quando o Marquês de Pombal aí mandou construir a sua residência de campo, um acolhedor palácio, visitado e admirado pela própria família real. Devido à sua localização a unidade Inatel Oeiras oferece excelentes oportunidades e condições para conciliar trabalho e lazer, em ambiente agradável e sossegado.
 
1º DIA – CIDADES DE ORIGEM | OEIRAS
Saída com destino a Oeiras. Refeições livres em circuito. Chegada ao hotel para jantar. Reunião de boas-vindas e apresentação do programa e da região. Alojamento.
 
2º DIA – OEIRAS | PARQUE DOS POETAS | ERICEIRA | ALDEIA TÍPICA DE JOSÉ FRANCO | MAFRA | OEIRAS
Após pequeno-almoço saída em autocarro, com assistente de viagem, para circuito pelo Parque dos Poetas. Dos seus 22,5 hectares, o Parque dos Poetas tem representados 60 poetas – 50 portugueses e 10 de países ou territórios de expressão portuguesa. Este parque urbano é um dos espaços verdes da Grande Lisboa. Pelas suas caraterísticas onde o paisagismo e a escultura incorporam poesia, é considerado um “museu ao ar livre” de arte escultórica, o único em Portugal. Após visita, regresso ao hotel para almoço. Após almoço, saída para circuito até Ericeira. Tradicional vila piscatória, a Ericeira desenvolveu-se muitíssimo durante o séc. XX pela crescente procura como zona de veraneio, mantendo, todavia, as suas características originais e uma atmosfera muito própria. Continuação de circuito com paragem para visita na Aldeia Típica de José Franco. Também conhecida como Aldeia Saloia, localiza-se em Sobreiro, no concelho de Mafra. Obra do escultor José Franco, que dedicou toda a sua vida à arte de moldar o barro, construiu uma aldeia em tamanho natural, com lojas, casas com a arquitetura característica da região, mobiladas no interior, com moinho, talho, azenha, ferreiro, eira, taberna, carpintaria... tudo existe nesta aldeia a lembrar como se vivia em Mafra quando era um concelho mais rural e onde existiam ofícios que foram desaparecendo com o tempo. É uma verdadeira história da região que aqui se conta e que sem dúvida desperta a curiosidade de muitos viajantes de todas as idades. No mesmo espaço, pode-se ainda ver uma exposição permanente das obras de José Franco. Continuação de circuito com paragem em Mafra. Pequeno circuito pedonal. Tempo livre. Regresso ao hotel. Jantar. Noite livre e alojamento.
 
3º DIA – OEIRAS | SINTRA | OEIRAS
Manhã livre para atividades de caráter pessoal. Almoço no hotel. Após almoço saída para visita a Sintra. Este é o único lugar do país em que a História se fez jardim. Elevada a Paisagem Cultural do Património da Humanidade, esta Sintra é um imenso livro aberto cheio de imagens do passado emolduradas numa natureza fascinante. Aproveite para visitar o Palácio Nacional de Sintra (ingresso não incluído), também conhecido como Palácio da Vila ou o Museu de História Natural de Sintra (entrada gratuita), localizado em pleno centro histórico da Vila Velha de Sintra, na Rua do Paço, num edifício do século XIX (1893). Após visita, regresso ao hotel para jantar. Após o jantar, espera-nos uma noite animada com música ao vivo. Alojamento.
 
4º DIA – OEIRAS | CASCAIS | | BELÉM | OEIRAS
Após o pequeno-almoço, saída em direção a Cascais. Visita à Casa das Histórias Paula Rego (ingresso incluído). Este é um museu de arte, e tem como missão o conhecimento e fruição da obra de Paula Rego e suas ligações artísticas. Foi inaugurado em setembro de 2009 e é constituído por vários corpos em betão vermelho e rodeado por árvores. O edifício é da autoria do arquiteto Eduardo Souto de Moura e venceu o Prémio Secil de Arquitetura 2010. A Casa das Histórias acolhe uma exposição permanente com obras de Paula Rego e várias exposições temporárias por ano. Tempo livre, aproveite para passear no parque em frente ao museu. Regresso ao hotel para almoço. Após almoço saída para visita a Belém. Realizaremos um circuito onde começamos por avistar a Torre de Belém, uma joia trabalhada que já foi um formidável e temível baluarte de defesa da entrada do rio Tejo. Mais à frente do lado oposto o moderno Centro Cultural de Belém, de onde avistamos o sempre surpreendente Mosteiro dos Jerónimos, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade, merecem desde logo destaque as fachadas, a Igreja e os claustros. Destaque ainda para o Padrão dos Descobrimentos, uma escultura monumental junto ao rio Tejo que comemora a época de ouro da história nacional. No final da tarde e já no regresso, algum tempo livre junto ao MAAT, Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, uma verdade obra de arte contemporânea, de onde poderá tirar belas fotografias. Regresso à unidade hoteleira para jantar. Noite livre. Alojamento.
 
5º DIA – OEIRAS | BAIXA POMBALINA | OEIRAS
Manhã livre para atividades de caráter pessoal. Almoço no hotel. Após almoço saída para visita a Lisboa (Baixa Pombalina). Iniciamos no Parque Eduardo VII em Lisboa, para apreciar uma fantástica vista sobre o Tejo, o maior espaço verde do centro da cidade que começou por chamar-se Parque da Liberdade. Continuação até à Praça do Marquês de Pombal (também conhecida só como Rotunda) em homenagem ao estadista que reconstrui a cidade após o terramoto de 1755, descemos a avenida da Liberdade, até aos Restauradores. Visita ao Museu Nacional do Desporto (ingresso a confirmar). Este museu, desconhecido de muitos, está situado no Palácio Foz, um edifício histórico numa zona nobre de Lisboa. Expõe testemunhos da história e cultura do desporto e do seu desenvolvimento material e científico. A camisola da atleta Rosa Mota, as botas de Nelson Évora ou a Grand-Bi, antecessora da bicicleta, são algumas das peças presentes no Museu Nacional do Desporto. Inaugurado a 12 de julho de 2012, ano em que Portugal comemorou os 100 anos de participação nos Jogos Olímpicos. Este espaço resulta do convite público dirigido às federações desportivas para darem a conhecer o património que os atletas e as diversas modalidades deixaram. O Museu alberga também a Biblioteca Nacional do Desporto. Após visita, continuação até ao coração da capital, a Praça do Rossio. Renascida dos escombros do terramoto de 1755, esta bela praça lisboeta delimita a norte a área da Baixa Pombalina. O seu espaço desenvolve-se num amplo quadrilátero, dominado, pelo Teatro D. Maria II, erguido no local onde se encontrava a Casa da Inquisição. Aprecie e disfrute da azáfama deste local que foi em tempo o local preferido da burguesia lisboeta. Desta praça pode optar por subir ao Chiado ou descer até ao Arco da Rua Augusta e Praça do Comercio. Após visita, regresso ao hotel para jantar. Após jantar, e para acabar a semana em beleza, divirta-se com uma noite de música ao vivo para dançar. Alojamento.
 
6º DIA – OEIRAS | CIDADES DE ORIGEM
Após pequeno-almoço, regresso às localidades de origem, com refeições livres em circuito.
 
Nota: Programa sujeito a alterações. 
Mínimo de 30 participantes.

 



PREÇO POR PESSOA DESDE: : 350 €

O preço inclui:
  • transporte em autocarro entre as localidades de origem e de destino e para a realização de passeios turísticos;
  • 5 noites de alojamento em Hotel INATEL; 
  • refeições: 4 almoços e 5 jantares com bebida incluída (1 bebida individual, de cápsula, alcoólica ou não, com a capacidade mínima de ¼ de litro); 
  • 5 passeios turístico-culturais;
  • 1 circuito pedonal de reconhecimento da localidade onde se insere a unidade hoteleira; 
  • acompanhamento por um assistente turístico INATEL; 
  • seguro de acidentes pessoais.
 
 

O preço não inclui:
  • taxa de reserva (€10);
  • todos os serviços não indicados como incluídos; 
  • as refeições durante as viagens de ida, entre os locais de origem e os locais de destino, e durante as viagens de regresso, entre os locais de destino e os locais de origem.
 
 




Inatel