inatel

social



INATEL OUTONO - CASTELO DE VIDE  
Data: 14 a 19 novembro Partidas: Setúbal | Lisboa | Santarém

Itinerário:
As planícies a perder de vista começam a desenrolar-se junto ao Tejo. Se ao norte o ritmo é marcado pelo verde da campina, mais para sul a paisagem combina com sol, calor e um ritmo compassado. É o Alentejo.  A amplitude da paisagem é entrecortada por sobreiros ou oliveiras que resistem ao tempo. Nos montes, casas térreas e brancas coroam pequenas elevações, os castelos evocam lutas e conquistas, e os pátios e jardins atestam influências árabes, que moldaram povo e natureza. Num instante atravessamos Portugal e chegamos ao norte do Alentejo para descobrir um refúgio de horizontes largos e gente hospitaleira. Ao chegar a Castelo de Vide somos surpreendidos pelo castelo rodeado de casario branco que se destaca na paisagem. Mas a maior surpresa está dentro da vila, onde encontramos uma das mais bem preservadas judiarias de Portugal. Deixamo-nos facilmente encantar pelo charme do cenário medieval. 
 
1º DIA (domingo) – CIDADES DE ORIGEM | CASTELO DE VIDE
Em hora a indicar, encontro nos locais de origem, com destino à Inatel Castelo de Vide. Durante o percurso e após entrada de todos os participantes, o assistente Inatel que acompanhará esta semana, fará a apresentação das características do programa que se encontra à sua espera! Almoço livre em circuito. Chegada à Inatel, distribuição dos quartos, conforme confirmado no momento da reserva pelos dois edifícios: O Edifício São Paulo 3* ou Edifício Jardim 2*. Jantar e alojamento. 
 
2º DIA (segunda-feira) – CASTELO DE VIDE | CRATO | CASTELO DE VIDE
Conheça melhor a região onde escolheu passar as suas férias.  Iremos sair a pé da Unidade para um passeio para reconhecimento de Castelo de Vide. Passaremos pela antiga sinagoga e entraremos pelo labirinto de ruas, onde aprendemos a ver a presença judaica nos nomes e nos sinais do culto de gerações hebraicas nas portas de granito. Subiremos até ao Castelo e voltamos ao centro onde entramos na Igreja Matriz de Santa Maria. Aqui têm lugar uma parte das cerimónias pascais onde se misturam as duas crenças, cristã e judaica. Vamos assim conhecer as ruas e recantos e saber onde se situam museus, monumentos, artesanato e comércio da localidade. Almoço na Unidade INATEL Castelo de Vide. Em hora a combinar localmente sairemos para o Crato. No povoamento surge um trio de imponentes igrejas ornamentadas e casas elegantes na bonita Praça do Município que atestam os anos de crescimento têxtil no século XVI. Prior vem da palavra Latim o primeiro, e refere-se ao Primeiro Mestre dos Cavaleiros Hospitalários em Portugal que se instalaram na Vila do Crato. A 2 quilómetros do Crato descobrimos a aldeia de Flor da Rosa, tradicional centro de cerâmica e, fora da estrada, a praça empoeirada é ofuscada pelo Mosteiro de Flor da Rosa (século XIV) – casa-mãe dos Cavaleiros Hospitalários. Após tão forte vivencia histórica, regresso à Inatel. Jantar e alojamento.
 
3º DIA (terça-feira) – CASTELO DE VIDE | MARVÃO | CASTELO DE VIDE | MONFORTE | CAMPO MAIOR | CASTELO DE VIDE
Sairemos pela manhã em direção a Marvão, não sem antes efetuarmos uma paragem na Portagem, uma pitoresca povoação rural, banhada pelo rio Sever, que proporciona à localidade um agradável espaço de lazer e descontração. De acordo com a lenda, diz-se que o topónimo “Portagem” terá vindo dos Judeus expulsos de Espanha pelos Reis Católicos, que para entrar em Portugal, pela ponte antiga ainda existente neste local, pagavam a "portagem". Subimos até Marvão, no ponto mais alto da Serra de São Mamede. O Monte de Ammaia, como era conhecido, deve o seu atual topónimo ao facto de ter servido de refúgio a Ibn Marúan, um guerreiro mouro, durante o séc. IX. Dentro das muralhas, revela-se um bonito conjunto de arquitetura popular alentejana. Nas estreitas ruas de Marvão, descobrem-se facilmente arcos góticos, janelas manuelinas, varandas de ferro forjado embelezando as casas e outros detalhes de interesse em recantos marcados pelo granito local. Um dos principais motivos para visitar a vila é a bela vista sobre a região. Regresso à Unidade Inatel Castelo de Vide e Almoço. Em hora a combinar localmente saímos para Monforte, a ocupação humana deste território é iniciada no período neolítico, com pequenas comunidades agro-pastoris. A civilização romana teve uma influência importante nestas terras deixando um rico legado patrimonial que se pode ainda ver na Villa Romana de Torre de Palma e na ponte romana sobre a Ribeira de Monforte. Daqui seguimos para Campo Maior, que como tantas outras vilas do sul de Portugal é serena e tranquila, muito próxima da fronteira com Espanha. A tradição conta que teve origem na vontade de três famílias camponesas que resolveram juntar-se para formar uma povoação e se protegerem mutuamente. Regresso à unidade Inatel. Após o jantar, espera-nos uma animada noite, onde conheceremos um pouco etnografia da região, com um momento musical dedicado ao nosso grupo.
 
4º DIA (quarta-feira) – CASTELO DE VIDE | NISA | CASTELO DE VIDE | PORTALEGRE | CASTELO DE VIDE
Após o pequeno-almoço, saída em direção a Nisa uma bonita vila Alentejana, caracterizada pelo seu típico alvo casario de faixa colorida a alegrar, numa região de calma e sossego, afamada pelos seus saborosos queijos de ovelha. Com uma história bem antiga, nesta calma vila encontra-se um interessante Património, como o que ainda resta do Castelo do século XIII e as Portas da Vila. Para além dos famosos Queijos, Nisa é também famosa pelos tradicionais Barros vermelhos, com as típicas cantarinhas e bilhas decoradas com pequenas pedras brancas com motivos florais, mas também as rendas de bilros e alinhavados. Regresso à Unidade Inatel para Almoço. Tarde de passeio pela capital de distrito: Portalegre, que teve uma posição estratégica na defesa do território durante a Idade Média. No início do séc. XVI, depois de fundada a Misericórdia de Portalegre, o Bispo da Guarda, D. Jorge de Melo, mandou construir o Convento Cisterciense de São Bernardo. Após a extinção das ordens religiosas, em 1834, e com o advento da revolução industrial, a cidade esforçou-se em dar resposta ao progresso atribuindo novas funcionalidades aos antigos conventos e palácios. São exemplo disso o Convento de Santo Agostinho, transformado em quartel da GNR, o Convento de São Bernardo, o Convento jesuíta de São Sebastião, ocupado pela Manufatura de Tapeçarias de Portalegre. Em Portalegre, destaca-se a Casa-Museu de José Régio, que foi instalada naquela que foi a habitação de José Régio durante 34 anos.  Em hora a combinar regresso a Castelo de Vide para jantar e alojamento.
 
5º DIA (quinta-feira) – CASTELO DE VIDE | ESTREMOZ | CASTELO DE VIDE
Acorde quando desejar, respire fundo e aproveite para passear e conhecer um pouco mais em Castelo de Vide. A manhã é livre, no entanto o seu assistente Inatel, fará sugestões do que poderá fazer nesta manhã. Almoço na unidade. De tarde partimos para uma tarde de maravilhosa em Estremoz. Cidade branca e nobre, Estremoz pode dividir-se em dois núcleos que marcam a sua evolução: o casario medieval junto ao castelo e, fora das muralhas, a vila moderna. Estremoz possui um rico património cultural, no qual se destaca o castelo com as suas muralhas medievais e a antiga cidadela (séc. XIII) onde está atualmente situada a Pousada Rainha Santa Isabel que faz parte da rede de Pousadas de Portugal. Estremoz tornou-se conhecida sobretudo pela extração e exploração do mármore branco, de grande qualidade. Na verdade, a região contribui em 90% para o facto de Portugal ser o segundo maior exportador de mármore do mundo. Em hora a combinar regresso a castelo de Vide para jantar. Após o jantar e em jeito de despedida, teremos uma noite animada com a atuação de um grupo local de música popular portuguesa. Divirta-se e aproveite até ao fim, esta fantástica semana!
 
6º DIA (sexta-feira) – CASTELO DE VIDE | CIDADES DE ORIGEM
Após o pequeno-almoço e em hora a combinar, regresso às cidades de origem, acompanhados pelo assistente Inatel. Almoço Livre. Fim da Viagem.
 
 
Mínimo de 29 participantes. 
 
NOTA: por motivos alheios à Fundação INATEL o programa poderá sofrer alterações.

 



PREÇO POR PESSOA DESDE: : 399 €

O preço inclui:
  • circuito em autocarro;
  • 5 noites no INATEL Castelo de Vide Jardim Hotel *** ou INATEL Castelo de Vide São Paulo Hotel ** em regime de pensão completa;
  • refeições: 4 almoços e 5 jantares;
  • 2 animações etnográficas e/ou musicais;
  • passeios e visitas conforme itinerário;
  • assistente acompanhante INATEL;
  • seguro de viagem.
 
 

O preço não inclui:
  • taxa de reserva (€10);
  • quaisquer serviços não mencionados.




Inatel